Barretos,  


A idealização dessa instituição foi de Lazinha Pereira dos Santos  (1929 – 2000), que sempre se dedicou ao estudo e prática do espiritismo principalmente, no campo da assistência social.

Em 09 de novembro de 1969 fundou a Casa Transitória "André Luiz", cujo objetivo inicial era o de atender pessoas necessitadas durante sua passagem por Barretos. Entretanto, não tendo para onde ir essas pessoas se tornaram  moradores da instituição.

Em meados de 1973 o Governo de Estado celebrou convênio com a instituição, e todos os meses enviava novos moradores portadores de deficiências e rapidamente a instituição atingiu sua capacidade máxima de 137 adultos / idosos portadores de deficiências.

Em 27 de janeiro de 1979, através de orientações espirituais foi fundada a Casa da Criança Dr. Astolfo de Araújo, abrigo para crianças portadoras de deficiências múltiplas (física e mental) com capacidade para 40 moradores.

A Casa Transitória "André Luiz", Unidade de Longa Permanência,  comporta 4 pavilhões divididos em sala de recepção e espera, dormitórios, banheiros, salas de terapia, salas de aula, Departamento Pessoal e de Contabilidade, consultórios médicos, salas de enfermagem, dispensário de medicação, cozinha, copa, refeitórios, lavanderia, sala de voluntários (confecção de fraldas), almoxarifados.

Atendemos hoje 120 adultos / idosos, do sexo masculino e 43 crianças/adolescentes/adultos, de ambos os sexos, todos portadores de deficiências múltiplas, em regime de internato.

Todos os Direitos Reservados ©2011
Casa Transitória "André Luiz"
Desenvolvido pela Williarts Internet